Foto:

Cybele Amado

Nascida em Salvador no dia 13 de junho de 1967, Cybele Amado de Oliveira é pedagoga, possui mestrado em Gestão Social e Desenvolvimento pela Universidade Federal da Bahia (2010), Escola de Administração. Cybele Amado, sempre pautou sua vida profissional para a educação. Aos 21 anos mudou-se para Caeté-Açú, na Chapada Diamantina, para lecionar em escola pública. Foi no Território da Chapada que também iniciou sua vida como gestora e empreendedora social, com o Projeto Chapada, e posteriormente, em 2006, com a criação do Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP) que busca a melhoria da qualidade da educação por meio da formação continuada de educadores. O Projeto Chapada foi considerado um dos 20 melhores e mais inovadores projetos sociais na América Latina na Categoria Educação Básica, pela Fundação W. K. Kellogg e a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe da ONU (CEPAL), recebendo uma Menção Honrosa em novembro de 2005, na sede da CEPAL em Santiago, Chile. Em 2008, Cybele Amado foi vencedora do Prêmio Cláudia, promovido pela editora Abril, na categoria Trabalho Social. Foi vencedora, também, do Prêmio Empreendedora Social, em 2012, promovido pela Folha de São Paulo e Fundação Schwab, tornando-se membro do Fórum Econômico Mundial. Em 2019, deixa a presidência do ICEP e assume a diretoria geral do Instituto Anísio Teixeira (IAT/SEC), órgão que integra a estrutura da Secretaria da Educação do Estado da Bahia. É, também vice-presidente do Fórum Estadual Permanente de Formação Docente – Forprof e membro associada efetiva do Todos pela Educação.

Participação na mesa

A escola e a literatura como refúgios

25.3.2021 19:00